SOUND BOARD: TRILHA SONORA PARA ELDRITCH HORROR

SOUND BOARD: TRILHA SONORA PARA ELDRITCH HORROR

    por -

    SOUND EH

    Saber escolher o jogo certo para um grupo de amigos é como escolher o prato principal de um jantar. Saber escolher a trilha sonora adequada para este jogo é como escolher o vinho ideal. Estreando com dicas musicais para jogos de tabuleiro, aliando duas coisas que amo: jogos e música. Quem joga comigo, sabe! Não jogo sem a música certa! A intenção aqui é apresentar obras que ajudem no clima do jogo servido, mas que não desvie a atenção da atividade principal. É um equilíbrio delicado e que exige certa pesquisa. Mas chega de conversa, vamos ao Sound Board!

    Você acabou de comprar seu Eldritch Horror, jogo que promete grande ambientação baseada no terror da ameaça incompreensível para as mentes mortais que reside na obra de H. P. Lovecraft. As cartas tem textos que descrevem situações horrendas e insanas, você até diminui a luz da sala, coloca alguma trilha sonora, mas… não deu! O clima não chegou! Lamento informar, mas você deve ter escolhido a música errada. Trilhas de terror existem às dúzias por aí! O cinema e os jogos eletrônicos vêem neste gênero uma fonte inesgotável de lucro. Somos fascinados pelo medo e pelo desconhecido, no entanto, Lovecraft exige um pouco mais de elaboração e a grande maioria das trilhas sonoras de terror são exatamente iguais, pois foram feitas para jogos e filmes que são também exatamente iguais. Para dar o clima lovecraftiano, a música precisa passar demência, precisa abalar e incomodar nossa audição, ao mesmo tempo que tem de ser sofisticada, não apenas ter acordes com meros clichês dissonantes, tão comuns na esmagadora parte das trilhas.

    wolfcreek_grandeÁlbum: Wolf Creek (trilha sonora do filme)
    [link para o álbum]

    O produtor australiano François Tétaz é conhecido no meio pop, no cinema já tem uma dezena de filmes no currículo, mas é a trilha sonora de Wolf Creek, filme de 2005, que merece destaque aqui. Apesar de reunir os elementos musicais necessários para o gênero, Tétaz consegue se diferenciar com um trabalho perturbador, com doses melódicas e camerísticas, sabendo, além disso, usar as soluções eletrônicas que poderiam desviar do clima Lovecraft, mas que o reforça. Ouça a faixa Liz ou Mick enquanto lê um dos textos de carta do jogo e conte-me como foi a experiência.

    OUÇA UM TRECHO DE LIZ:

    MI0000326142Álbum: Session 9 (trilha sonora do filme)
    [link para o álbum]

    Outro pesadelo em forma musical é a trilha original de Brad Anderson para o cult Session 9. Aqui temos o uso de alguns recursos digitais, mas o resultado é uma viagem agoniante e psicológica que mesmo parecendo anacrônica em alguns momentos casa muito bem com Eldritch Horror. Noon, About Noon utiliza de sintetizadores, por exemplo, mas seu início tem inspiração na música erudita contemporânea dando um ar mais elaborado. Disappointed Expectations usa de colagens e efeitos, recursos modernos ou seriam versões primitivas de gravações ou mensagens extradimensionais para este mundo?

    OUÇA UM TRECHO DE NOON, ABOUT NOON:

    atmosÁlbum: Ligeti: Atmosphères
    [link para o álbum]

    Agora, se você quiser acertar mesmo na escolha, vamos à música erudita! György Ligeti foi um compositor húngaro falecido poucos anos atrás. É um dos nomes mais importantes da música clássica no século XX. Tomei contato com seu trabalho, bem como com o de outros contemporâneos, na adolescência, quando a primeira sessão de 2001, Uma Odisseia no Espaço me assustou de muitas maneiras. Neste álbum, temos um panorama geral de sua obra, com várias peças de extrema importância de sua carreira. Lux Aeterna, Lontano, a faixa título Atmosphéres são todas exemplos de peças que levarão seu jogo para outro nível. Ligeti trabalha com o timbre dos instrumentos e vozes, em detrimento da melodia e harmonia. Ao fazer isso, desafia nosso bom senso do que é música, assim como o conhecimento do mito do Cthulu desafia nossa regularidade lógica.

    Faça o teste, ouça Lux Aeterna com fones e concentre-se. Não é questão de passar medo, erro comum que muitas das trilhas simplórias cometem, é transmitir inquietação, em meio à falsa aparente desordem, ao mesmo tempo em que há um convite à contemplação, à entrega, surge uma impotência de ação diante deste cenário musical estranho e perturbador, do mesmo modo que nossos investigadores literalmente travam diante de suas novas descobertas! O clima extraterrestre da obra de Ligeti adiciona, além disso, mais uma camada à característica cósmica do mythos.

    OUÇA UM TRECHO DE LUX AETERNA:

    51-LzDTpOYL._SY300_Recomendo também, do mesmo compositor, o Requiem. Procure o trecho Kyrie e perceba do que estou falando. Se curtiu a obra de Ligeti e quiser apelar para a brutalidade, parta para a caixa de cinco CDs, The Ligeti Project, com grande parte de suas composições em versões definitivas. É essa que usarei em nossas sessões de Eldritch Horror com o On Board.

    Obras de compositores como Schoenberg, Alban Berg e Penderecki, dentre outros, são boas opções também, principalmente suas músicas de câmara como quarteto de cordas ou peças para outras formações instrumentais menores.

    Só não coloque o som muito alto para não despertar o coisa ruim da vez!

    PLAYLIST SELECIONADA THE LIGETI PROJECT:

    Abraços analógicos!

    batman-ligeti

    NOTA: apresentarei sempre os álbuns com links para a iTunes Store por questão pessoal. As playlists do Spotify já estão editadas com minhas escolhas pessoais.

    No próximo Sound BoardTicket to Ride!

    Lucas Andrade (Lukita ou Meistre Lucas) "O Homem que se Espalha": A mente geradora da fagulha primordial responsável pela materialização do grupo. É ou foi professor de Matemática de todas as pessoas de gerações mais novas que conhece. É presidente e provavelmente o membro mais empenhado em idealizar novos projetos, iniciativas e firmar parcerias. Tente comer durante as partidas ou amarrotar a toalha oficial das mesas e verá despertar nele um tique nervoso capaz de tirá-lo de seu estado racional. O fato de ser adepto e precursor no grupo do modo de jogo intitulado por ele mesmo "Red Lukita vs. Blue Lukita" revela um aspecto esquizofrênico de sua personalidade. Não joga à vontade sem uma trilha sonora que remeta ao jogo que estiver à mesa. Outros interesses: ópera e música clássica em geral, quadrinhos da DC Comics, esportes americanos, séries de TV, clássicos do cinema.

    7 COMENTÁRIOS

    1. Caraca Lukita. Tenebrante essa trilha. A faixa I Introitus de Requiem de Ligeti é de arrepiar depois dos 2:10..Gostei também do François Tetaz a faixa Mick cria o clima perfeito para a leitura dos textos. E em session 9 você tem razão a faixa Disappointed Expectations foram mensagens extradimensionais. Parabéns pela excelente seleção..

    2. Valeu, meu amigo. E logo, logo colocarei trechos em áudio em cada post! Fique atento! E vem mais dica musical por aí!

    3. Fantástico! Encontrei o que procurava! vlw!

    4. Eu costumo a ouvir a OST do The legend of zelda. Acho que combina perfeitamente ao jogo. A OST e do Ocarina of time.

    Deixe um Comentário